Ricahrd Rasmussen e Globo acusados de matar animal em extinção para mostrar na TV

Que bizarro e cruel! O produtor e cineasta norte-americano, Mark Grieco, responsável por River Below (ou Rio Acima), um documentário que mostrava a triste realidade do boto cor-de-rosa na Amazônia, acusa Richard Rasmussen de prejudicar várias famílias ribeirinhas além de promover uma das mais cruéis imagens contra o animal já produzidas pela TV.

Era para ser uma produção realística, mostrando o que os pescadores fazem com o boto. E virou uma história de polícia. O documentário mostrou pescadores dilacerando um boto com o único objetivo de usá-lo como isca para um peixe mais rentável, a piratinga. Ao longo das gravações, eles (ribeirinhos) percebem que o animal é uma fêmea e está prenha. Então eles pegam o feto e jogam no rio para atrair mais peixes.

Mas tudo isso não passou de uma grande farsa, segundo Grieco. Ao ouvir boatos que Richard Rasmussen havia pago para os pescadores caçarem e matarem o bicho, ele foi atrás da informação. Conseguiu apurar que muitos dos pescadores perderam tudo que tinha, foram presos e ficaram sem a principal fonte de renda.

E eles confirmaram a história: Richard foi o responsável direto pelo suborno com fornecimento de diesel, comida e dinheiro.

Richard foi procurado, e confirmou saber do absurdo, mas nega envolvimento com o suborno.

Em nota a Globo disse que recebeu  as imagens por meio da Ampa (Associação Amigos do Peixe-Boi) e não sabe o que houve nas gravações.

Foto de perfil de Redação F7News

Redação F7News

Fazemos trabalhos com vários sites de notícia do Brasil e decidimos montar nosso próprio site. Na verdade atualizamos também dois sites: http://www.oimeliga.com.br http://www.superinteressantes.com.br suporte@oimeliga.com.br TRabalhamos também para a BlastingNews e 1News. Confira nosso portfólio

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas